O Natal

Tânia C. S. Matos.*   “Imaginemo-nos ajoelhados diante da manjedoura. Levemos à criança do Natal aquelas oferendas oriundas do conhecimento, fazendo o extraordinário permear nossas almas para que a humanidade moderna possa realizar as tarefas que a conduzam da barbárie a uma civilização verdadeiramente nova. No entanto, é necessário para…