Advento – 2ª semana

Rosa Angela Schoenmaker *

 

Podemos ver a trilogia das festas do Advento, Natal e Epifanía como sendo a possibilidade de irradiação de forças de luz para todo o ano. Advento é a época onde preparamos as coroas e ascendemos as velas nas 4 semanas que antecedem o Natal.

Quando dentro da alma humana brilha forças de amor é como se este Eu se colocasse disponível a receber a irradiação destas forças luminosas. Mas nada é conquistado facilmente. Hoje lutamos com forças poderosas que querem desviar-nos de nosso caminho. Estas forças atuam na nossa alma e precisamos combatê-las dentro de nós.

O caminho de desenvolvimento exige de nós um compromisso conosco no sentido de permanecermos fieis aos nossos propósitos para acolher toda a espiritualidade oriunda do Cristo para dentro de nós. O Advento na nossa alma percebe que o Natal vem chegando. Podemos sentir como um novo elemento querendo nascer e trazer forças de renovação e vida. É uma promessa feita a cada ser humano indicando que um dia ele será como o Universo e poderá ver, reconhecer e vivenciar sua ordem. Sendo assim criar uma relação intrínseca, harmônica entre si próprio e este mundo. Uno com o Universo ele torna-se a imagem do filho do homem, o Deus que se uniu através do amor a própria terra. Ama a terra, assim como ela é querendo atuar nela e transformá-la na terra do amor.

O ser humano é chamado a criar “condições” através do Advento e o Advento é a condição para que possamos vivenciar o Natal para um novo começo e para a revelação divina, a Epifanía.

No advento acendemos as 4 velas.

  1. Maria esta prestes a dar a luz
  2. Jose esta a procura da manjedoura, hoje no coração dos homens
  3. Jesus esta prestes a nascer e se unir a terra
  4. O Logos estará atuante no mundo, como Senhor dos Elementos

 

* Rosa Angela Schoenmaker
Aconselhadora biográfica pela Escola de SP.
Sócia Fundadora da ABAB
Atualmente residente na Itália.

 

 

ADVENTO 2ª SEMANA

Na semana passada, primeira semana do Advento, acendemos a primeira vela como recordação do perdão concedido Adão e Eva. Vimos também a história do caminho de pedras, como referência ao Reino Mineral.

Coroa do advento

2º Domingo do Advento – Acende-se a SEGUNDA VELA

A segunda vela acesa nos convida ao desejo de conversão, arrependimento dos nossos pecados e também o compromisso de prepararmos, assim como São João Batista, o caminho do Senhor que virá. Esta vela lembra ainda a fé dos patriarcas e de São João Batista, que anuncia a salvação para todos os povos.

Oração:

A luz de Cristo, que esperamos neste Advento, enxugue todas as lágrimas, acabe com todas as trevas, consolem quem está triste e encha nossos corações da alegria de preparar sua vinda neste novo ano de graça!

História a ser contada

A Tamareira – 2ª semana do Advento (Nach Einem Kindheittsevangelim)

Quando José e Maria fugiram com o filhinho para o Egito, tiram de caminhar através do deserto. No terceiro dia, Maria estava extenuada pelo e calor ardente; nisto, ela avistou uma tamareira e disse á José:

– “Quero descansar um pouco lá naquela sombra.”

Depois de já ter descido do jumentinho, e estando sentada sob a tamareira, avistou no alto de sua copa as mais belas frutas.

Mas como poderia José colhe-las? Também não podia beber nada, pois em seu odre não havia mais nem uma gota d’água.

Nisto, o Menino Jesus, que estava deitado no colo de Maria, abriu a boca e disse a tamareira:

-“Inclina-te, querida arvore, para que minha mãe possa colher tuas frutas!”

E eis que a tamareira curvou sua copa até os pés de Maria, de modo que os Pais e o santo Menino puderam saciar sua fome.

Quando a tamareira levantou novamente a copa, o Menino Jesus agradeceu-lhe e disse:

-“Agora, deixa fluir a água que das de beber ás tuas raízes!”

No mesmo instante, borbulhou para fora uma fontezinha cristalina aos pés da arvora, e todos, homens e animais, puderam revigorar-se nela.

O Descanso

Compartilhar:
Share